Igreja Cristã Gileade

Igreja Cristã Gileade
Rua Major José Araújo Aguiar, 290. Fortaleza - CE - Brazil CEP. 60850-470

quarta-feira, 2 de abril de 2014

DESCOBRINDO QUEM SOMOS (uma mensagem para todos os cristãos).



A maior dificuldade da igreja de Cristo ser impactante como deveria ser nesse mundo é a descoberta de quem somos quanto povo de Deus. E não só a descoberta, mas a concretização dessa descoberta na vida prática da igreja. Imagine você se todas as congregações espalhadas pelo Brasil e mundo a fora tomassem realmente posse de sua identidade como a Bíblia assim declara a igreja de Cristo ser? Imagine uma igreja local vivenciando, concretizando, pessoa a pessoa, as declarações bíblicas de quem somos? Pode ter certeza, o Diabo conspira contra nós para que não venhamos a alcançar isso. O mundo não quer e planeja de tudo para que não sejamos o que devemos ser. Até mesmo alguns que estão entre nós conspiram para que não venhamos a ser o que temos de ser. Todos, exceto Jesus, conspiram contra nós para que venhamos a permanecer numa postura amistosa, neutra e omissa quando aquilo que deveríamos ser. Pode ter certeza disso.

Mas, Deus é maior. Ele é o rei do seu reino. E aqueles que estiverem sob o seu domínio, não vão durar muito tempo nessa inércia. Assim, creio eu. Jesus é o verdadeiro dono da igreja. E ele há de despertá-la, como sempre fez no decorrer da história, e em nossa geração não vai ser diferente. Creio que vontade divina e a responsabilidade humana caminhando juntos, uma igreja local na redondeza, bairro, cidade, estado, nação e mundo ao seu redor sofrerão um impacto poderoso de salvação e temor de Deus.

A grande questão é descobrir o que somos, não apenas uma descoberta intelectual ou informativa, mas uma descoberta pessoal, vivencial, experimental de ser igreja de Cristo. Que, por pertencer a ela, se descobrir o seu potencial como tal. E como disse anteriormente, os inimigos de Deus, conspiram para que não tenhamos essa descoberta intima e pessoal. Meu desejo é que ao passarmos pelos textos bíblicos que vou citá-los aqui possamos receber com fé e com disposição de alma para o que será semeado através do poder da Palavra de Deus pregada aqui.

Um ajuntamento de pessoas edificadas sobre um fundamento tão firme que o inferno não pode detê-las quanto entram em ação para salvação de vidas. Jesus disse: “Também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela”. (Mateus 16.18).

Precisamos fundamentar nossa fé na PEDRA. E a pedra não pode ser o homem, mas Cristo (cf 1Co.3.11; 1Pe.2.4) filho de Deus, divina (cf Jo.1.1,14). Uma igreja fundamentada no homem não tem poder de salvação de vidas. As portas do inferno prevalecerão! O que fazer? Despir-nos do feitio e mérito humano. Fazer uma verdadeira limpeza da glória humana em toda a nossa maneira de ser: culto, mensagem, canção, atitudes, etc. Onde colocamos a nossa sustentação? Onde fica no final das contas, na hora do vamos ver, a nossa fundamentação?

Um povo conhecido por Deus antes de tudo ser criado, predestinados por ele para serem como seu filho Jesus, chamados por Deus, justificados e glorificados. Um povo em que não há acusação e nem condenação alguma contra ele. Um povo que nada vai separá-lo do amor de Cristo. (Cf Romanos 8.29-39).

Não tem como fugirmos dessa realidade. Se você faz parte da igreja de Cristo verdadeiramente. A descoberta de quem você é quanto povo de Deus não tardará a vir. E é a fé que nos moverá na direção dessa descoberta. Pois, é a nossa fé que vence o mundo (cf 1Jo.5.4). E como nascidos de Deus, essa fé irá ganhando força e espaço no corpo de Cristo. A fé vem pelo o ouvir a Palavra de Deus (cf Rm.10.17). Creio que nesse momento há produção de fé em teu coração! Creia! Você é isso que o texto está dizendo aqui. Jesus disse aos seus discípulos: “Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder a cidade edificada sobre um monte”. (Mt.5.14).

Um povo que quando unido se torna o corpo de Cristo na Terra. (cf 1Coríntios 12.12-27). Sempre que em uma congregação, que é a expressão visível da igreja de Cristo na terra, se torna unida. Há ali a presença de Cristo. Todavia, quando cada membro desse corpo busca fazer o que quer e o que acha certo sem o consentimento mútuo ou comum, sem a fonte moderadora que é a Palavra de Deus, não há corpo de Cristo, mas pedaços dele. E um corpo dilacerado não tem vida. O Diabo sabe disso, e por isso luta por divisões nas congregações. E ele aposta nas mais melindrosas. Pois, são mais difíceis de serem detectadas pela liderança da igreja. Panelinhas, partidarismos, grupos fechados, predileções, são os dardos iniciais e silenciosos que ele lança constantemente contra a igreja. O apóstolo Paulo percebeu isso na igreja de Corínto, e escreveu denunciando esses dardos buscando despertar a igreja para a unidade (cf. 1Co.3.1-9). De que lado você está? Do que divide ou do que une? Você tem sido instrumento dessa unidade no corpo?

Um povo eleito, sacerdotes do rei, nação santa e de propriedade exclusiva de Deus para serem proclamadores do caráter divino ao mundo. “Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz”. (1Pedro 2.9). A igreja de Cristo é formada por pessoas escolhidas por Deus, e não um arraial de ímpios que talvez si convertessem. Fiel é aquele que chama, ele transforma, ele muda, a igreja deve ser o lugar dos santos! A eleição já ocorreu, e muitos de nós ficamos a aguardar essa eleição. Quando na verdade já foi feita por Deus (cf. 1Pe.1.2). Deus reina sobre a terra, e o seu povo atua nessa terra como sacerdotes dele, como nação dele, como propriedade “exclusiva”, isto é, não é propriedade do mundo, mas de Deus, e quem deve está dentro desse povo são só os que pertencem a ele. E como conseqüência disso, o caráter divino é tanto proclamado quanto vivido, por palavras e obras dessa igreja. Isso quer dizer que o joio não deve estar na igreja, jamais! O joio está no mundo (cf. Mt.13.38). Bem como o trigo também. E ambos vão ter os seus destinos. Jesus disse que “o joio são os filhos do maligno”. Ora, se a igreja é propriedade exclusiva de Deus, quem deve estar nela deve ser somente trigo que “são os filhos do reino”. Assim, a igreja não é lugar para joio. E não é preciso esperar a grande colheita para que façamos a limpeza na casa! Conforme a parábola, a grande colheita será feita no mundo e os anjos que farão isso! Já na igreja, só há os eleitos! Sabendo disso tudo, o que você fará agora? Há tempo ainda para esperar? Quem é você? Descubra e faça a diferença!