Igreja Cristã Gileade

Igreja Cristã Gileade
Rua Major José Araújo Aguiar, 290. Fortaleza - CE - Brazil CEP. 60850-470

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

COMO SABER QUE SOU SALVO?



Qual é o caminho para a salvação? Que passos nós devemos tomar para obtermos a salvação? Preciso cumprir normas ou leis para ser salvo? Será que somos salvos? O que me faz ter certeza que estou salvo? Devo esperar o juízo de Deus para saber se sou salvo? Qual é a fé que me salva? Fé ou fé com evidências?

Creio firmemente que acharemos essa resposta na Bíblia Sagrada. É nela que encontramos o relato de que caímos e nos tornamos pecadores (Gênesis 3; Romanos 5.12,18,19; 3.23). É na Bíblia que encontramos a maior história da redenção do homem, planejada por um Deus de amor e justiça. Ele criou uma nação através de Abraão para nela enviar o salvador. Preserva-a para que seu filho, feito homem de carne e osso, pudesse vir a nascer no meio dela e expressar claramente o amor de Deus e capaz de saciar plenamente a justiça de Deus: Jesus Cristo. Como o apóstolo Paulo disse: “vindo, porém, a plenitude do tempo, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei”. (Gálatas 4.4).

Pois bem, ele nos trouxe a salvação, ele é o salvador. Veio para isso. Mas, ainda não respondi as perguntas feitas aqui. Vamos lá:

A Bíblia Sagrada nos coloca através daqueles que conviveram com Jesus, que ouviram; que viram a sua glória, e presenciaram a sua personalidade e caráter. Que provaram do poder regenerador do seu Espírito Santo. Vamos começar por João, um que o relato bíblico diz: “aquele a quem Jesus amava”. (João 13.23). Ele escreveu:

“Todo aquele que é nascido de Deus não vive na prática de pecado; pois o que permanece nele é a divina semente; ora, esse não pode viver pecando, porque é nascido de Deus”. (1João 3.9). A partir daqui podemos tirar uma resposta para as indagações que fiz:

UMA PESSOA SALVA É AQUELA CUJA VIDA NASCEU DE DEUS. DE UMA SEMENTE INCORRUPTÍVEL.
O nascido de Deus não tem hábito de ficar pecando. Ele é outra pessoa. Recebeu de Deus uma nova vida. Você pode transparecer isso por algum tempo por meio da casca da religiosidade, mas, não vai conter por muito tempo. Como disse muito bem o apóstolo Paulo:

“Se morrestes com Cristo para os rudimentos do mundo, por que, como se vivêsseis no mundo, vos sujeitais a ordenanças: não manuseies isto, não proves aquilo, não toques aquilo outro, segundo os preceitos e doutrinas dos homens? Pois que todas estas coisas, com o uso, se destroem. Tais coisas, com efeito, têm aparência de sabedoria, como culto de si mesmo, e de falsa humildade, e de rigor ascético; todavia, não têm valor algum contra a sensualidade”. (Colossenses 2.20-23).

O que é nascido de Deus pertence a Jesus. Sua vida carnal (pecaminosa) foi crucificada:

“E os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e concupiscências”. (Gálatas 5.24).

Você é nascido de Deus? Você é de Jesus? A carne (natureza pecaminosa) foi crucificada? Não? Então você não é um salvo.

O apóstolo Paulo também foi alguém que teve intimidade com Jesus, ele teve aquele encontro no caminho de Damasco com Jesus, de forma poderosa e viu a sua glória. Ele escreveu:

“Pois somos feitura dele, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus de antemão preparou para que andássemos nelas”. (Efésios 2.10). Desse texto podemos tirar mais outra conclusão:

UMA PESSOA SALVA FOI CRIADA AO MODELO DE CRISTO PARA ANDAR EM BOAS OBRAS.
Não se inventa um cristão, a religião não tem esse poder. A religiosidade pode até deixar alguém parecido com um cristão, como o joio no meio do trigo. Mas, não será um cristão. A diferença? As obras espontâneas, os frutos dignos de arrependimento. Aquele que foi criado, feito por Deus, é semente que caiu das mãos de Deus. Previamente preparado para ser o que Deus planejou que fosse. É lavoura de Deus. Jesus explica:

“O que é nascido da carne é carne; e o que é nascido do Espírito é espírito”. (João 3.6). Isto é, aquele que é nascido da reprodução humana será humano pecador, e nada mais do que isso. Mas aquele que é nascido por geração do Espírito de Deus será humano espiritual, convertido, nova criatura.
O que você é? O que você faz? O que vem primeiro nos teus projetos de vida? Quem está no controle de tuas ações? Quais são as evidências de que você é salvo? Suas respostas dirão se você é ou não salvo.

O profeta Jeremias recebeu de Deus a benção de revelar o que seria no futuro quando a Nova Aliança em Cristo fosse instaurada. Ele profetizou sobre nossa época:

“Eis aí vêm dias, diz o SENHOR, em que firmarei nova aliança com a casa de Israel e com a casa de Judá. Não conforme a aliança que fiz com seus pais, no dia em que os tomei pela mão, para os tirar da terra do Egito; porquanto eles anularam a minha aliança, não obstante eu os haver desposado, diz o SENHOR. Porque esta é a aliança que firmarei com a casa de Israel, depois daqueles dias, diz o SENHOR: Na mente, lhes imprimirei as minhas leis, também no coração lhas inscreverei; eu serei o seu Deus, e eles serão o meu povo. Não ensinará jamais cada um ao seu próximo, nem cada um ao seu irmão, dizendo: Conhece ao SENHOR, porque todos me conhecerão, desde o menor até ao maior deles, diz o SENHOR. Pois perdoarei as suas iniqüidades e dos seus pecados jamais me lembrarei”. (Jeremias 31.31-34; recitado em Hebreus 8.10-12). “Dar-lhes-ei um só coração, espírito novo porei dentro deles; tirarei da sua carne o coração de pedra e lhes darei coração de carne”. (Ezequiel 11.19; visto como “circuncisão do coração” em Romanos 2.29). Desses textos também podemos obter mais uma resposta:

O SALVO É ALGUÉM QUE DEUS LHE TIROU O CORAÇÃO DE PEDRA, COLOCOU UM DE CARNE (sensível), E DENTRO DELE COLOCOU A LEI DE DEUS. É UM VERDADEIRO TABERNÁCULO DE DEUS NA TERRA.
O salvo tem a lei de Deus em seu coração. Não pensa em viver pecando, mas sim em obedecer; não quer ser carnal, mas ser espiritual. Ele não é duro em ouvir a voz de Deus. É sensível, deseja conhecê-lo. Sente e sabe que seus pecados foram perdoados.

Não é uma imposição religiosa que vai levar o pecador a ser obediente a Deus. Ele o faz, porque seu coração foi trocado por Deus em um novo coração. Aquele coração mazelado pelo pecado, doente, é substituído por um novo coração! Ninguém precisa ficar lhe empurrando para conhecer a Deus, ele busca espontaneamente.

Quem é você? Um religioso ou uma pessoa que recebeu novo coração? Um seguidor de leis ou alguém cuja lei de Deus está impressa em tua mente? Reflita nisso e busque de Deus a mudança de tua vida. Se realmente queres ser salvo!

O apóstolo Mateus, aquele que estava sentado cobrando impostos, e Jesus o chamou dizendo: “Segue-me”. (Marcos 2.14). Ele relatou o que ouviu da boca de Jesus:

“Porque muitos são chamados, mas poucos, escolhidos”. (Mateus 22.14). Finalmente, podemos concluir a série de respostas com mais esse texto. Onde aplicamos que:

UMA PESSOA SALVA É UMA PESSOA ELEITA POR DEUS.
O chamado de Deus é universal: “o qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade.”. (1Timóteo 2.4), para todos os homens: “Porquanto a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens”. (Tito 2.11), que se arrependam de seus pecados e creiam no evangelho: “O tempo está cumprido, e o reino de Deus está próximo; arrependei-vos e crede no evangelho”. (Marcos 1.15). Todavia, só aqueles que respondem positivamente à esse chamado são os eleitos (escolhidos) de Deus. Quando o reino dos céus chega verdadeiramente numa pessoa, ela se arrepende de seus pecados: “Arrependei-vos, porque é chegado o Reino dos céus”. (Mateus 4.17). Se não se arrepende, permanece noutro reino. O reino das trevas, do inferno. O arrependimento é largar uma vida de prática de pecados, é uma mudança de mentalidade, que outrora era pecaminosa, ignorante ao amor de Deus e sua verdade, agora procura pensar e raciocinar nas coisas espirituais, de Deus, do céu. Aceita o amor de Deus, tem a verdade no coração. Essa é uma pessoa salva.

Você é eleito de Deus? Você já respondeu positivamente ao chamado de Deus para o arrependimento? Não? Então como queres ser salvo. Tu achas que no dia do juízo Deus vai te absolver? Veja o que diz a Bíblia:

“... quando do céu se manifestar o Senhor Jesus com os anjos do seu poder, em chama de fogo, tomando vingança contra os que não conhecem a Deus e contra os que não obedecem ao evangelho de nosso Senhor Jesus. Estes sofrerão penalidade de eterna destruição, banidos da face do Senhor e da glória do seu poder, quando vier para ser glorificado nos seus santos e ser admirado em todos os que creram, naquele dia”. (2Tessalonicenses 1.7-10).

No dia do juízo os anjos de Deus levarão para o céu apenas os eleitos:

“E ele enviará os seus anjos, com grande clangor de trombeta, os quais reunirão os seus escolhidos, dos quatro ventos, de uma a outra extremidade dos céus”. (Mateus 24.31).

Sem uma vida de frutos dignos de arrependimento o fim será esse:

“Já está posto o machado à raiz das árvores; toda árvore, pois, que não produz bom fruto é cortada e lançada ao fogo”. (Mateus 3.10). No contexto, esse “bom fruto” é o arrependimento. Veja: “Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento”. (idem v.8). Diz mais ainda: “A sua pá, ele a tem na mão e limpará completamente a sua eira; recolherá o seu trigo no celeiro, mas queimará a palha em fogo inextinguível”. (idem v.12). O trigo nesse texto representa os eleitos de Deus, e a palha, os que não responderam ao chamado de Deus. Preferiram ficar no pecado!