Igreja Cristã Gileade

Igreja Cristã Gileade
Rua Major José Araújo Aguiar, 290. Fortaleza - CE - Brazil CEP. 60850-470

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

O PRESENTE DE DEUS


"porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor". Romanos 6.23

PORQUE O PRESENTE DE DEUS TEM VALOR?
Porque a morte passou a reinar sobre a vida em virtude do pecado. Isso é uma realidade que a Bíblia nos revela. Você pode ler: "Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram". (Idem 5.12). Não tem ninguém que fuja da morte. Ela possui um "aguilhão", do grego "kentron", tipo: picada de abelha, escorpião ou cobra. E a Bíblia diz que: "O aguilhão da morte é o pecado..." (1Coríntios 15.56). Lembre-se: Você é pecador, e como tal morrerá por teus pecados. O "salário", isto é, o pagamento que você merece é a morte. Nisso todos os supostos "santos" do catolicismo romano tropeçaram. Porque só Deus é "santo" (incontaminado) do pecado. Por isso dele se diz: "Quem não temerá e não glorificará o teu nome, ó Senhor? Pois só tu és santo". (Apocalipse 15.4). Você, eu, eles, somos pecadores e carecemos da glória de Deus em nossas vidas: "pois todos pecaram e carecem da glória de Deus". (Romanos 3.23).

A humanidade é tão pecadora que não consegue cumprir a lei de Deus. Por mais esforço que venhamos a empreender, continuaremos pecadores. Precisamos da ajuda de Deus. De ajuda do alto e não de "auto-ajuda". Caro amigo você já parou para pensar sobre a sua incapacidade de cumprir a lei divina? Já parou para pensar que é pela lei divina que o teu pecado se torna mais grave? Eu já disse aqui que o "aguilhão" da morte é o pecado. Mas falta te dizer mais outra coisa: "O aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a lei". (1Coríntios 15.56). Você sabe por que a força do pecado é a lei? Eu vou te responder:

"Ouvistes que foi dito aos antigos: Não matarás; e: Quem matar estará sujeito a julgamento. Eu, porém, vos digo que todo aquele que sem motivo se irar contra seu irmão estará sujeito a julgamento; e quem proferir um insulto a seu irmão estará sujeito a julgamento do tribunal; e quem lhe chamar: Tolo, estará sujeito ao inferno de fogo". (Mateus 5.21,22).

Quem nunca proferiu um insulto ao seu irmão? Quem nunca se irou contra outro? Somos tão transgressores da lei que ousamos achar que podemos cumpri-la. Todavia Jesus Cristo mostra no trecho acima o quanto somos transgressores. Quanto mais a lei divina for aprofundada, mais revelará o grau dos pecados da humanidade. E como transgressores mais culpados seremos! Não se engane amigo. Quando você estiver diante de Deus será a Lei divina que te julgará e não tuas boas obras. Quando a lei divina for colocada sobre tuas obras, verás o quanto és miseravelmente pecador. E o salário do pecado é a morte. Tu irás morrer eternamente.

"Ouvistes que foi dito: Não adulterarás. Eu, porém, vos digo: qualquer que olhar para uma mulher com intenção impura, no coração, já adulterou com ela". (Mateus 5.27,28)

Você já cobiçou uma mulher casada? Ou você que é casado, cobiçou uma mulher? Pela lei divina você é "adúltero". O adultério não é apenas o ato consumado, mas o ato imaginado. Nisso o pecado se torna cada vez mais presente em nossa a vida. E com o pecado a morte! Não si engane, pela lei divina você não escapará da condenação!

"Eu, porém, vos digo: qualquer que repudiar sua mulher, exceto em caso de relações sexuais ilícitas, a expõe a tornar-se adúltera; e aquele que casar com a repudiada comete adultério". (Mateus 5.32)

Quantas pessoas hoje se separam e casam novamente por qualquer motivo. Todavia a lei divina expõe todos os que estão casados novamente que se separaram por motivos banais, sem ser por infidelidade conjugal, ao adultério. São adúlteros! E os adúlteros, diz a Bíblia, não herdarão o reino dos céus! (1Coríntios 6.9,10). Você está fadado à morte!

A sentença da lei divina diz: "a todos os mentirosos, a parte que lhes cabe será no lago que arde com fogo e enxofre, a saber, a segunda morte". (Apocalipse 21.8b).

Quem nunca mentiu? Quem nunca enganou alguém de certa forma? Naquele dia nada vai adiantar dizer que a tua mentira é pequena. Mentira é mentira. Não existe mentirinha. E não têm parte no céu os mentirosos. A sua parte é a condenação eterna. O lago de fogo e enxofre é o fim de todos os pecadores. É o pagamento ou salário final do pecado.

O QUE É O PRESENTE DE DEUS?
"... mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor". Romanos 6.23

A vida eterna tornou-se muito mais do que uma necessidade, é uma dádiva de Deus. Pela sua graça. Pois, como vimos anteriormente, dependendo da humanidade, nenhum se salvará. Como Jesus disse: "... se não crerdes que EU SOU, morrereis nos vossos pecados". (João 8.24).

Um presente quando é dado torna-se de graça para quem recebe, mas quem está dando, paga. Assim, Deus pagou com a vida de seu filho Jesus Cristo, para nos dar a vida eterna. Não temos que fazer esforço religioso ou coisa parecida para recebermos a vida eterna. Basta apenas recebermos por fé. A Bíblia diz: "Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna". (João 3.16).

O presente precisa ser aceito, aberto e utilizado. Assim, quando recebemos a Cristo verdadeiramente em nossas vidas tomamos o presente de Deus, abrimos, e utilizamos. Temos que nos tornar cristãos (seguidores de Cristo). Do contrário o presente fora rejeitado ou posto de lado. Pois Ele disse: "Eu sou o pão da vida". (João 6.48). "Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá". (Idem 11.25). "Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim". (Idem 14.6). "Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer". (Idem 15.5). Não tem como receber o dom gratuito de Deus sem Jesus. A vida eterna está em Jesus. Ele deu a sua vida para nos garantir esse presente. E quem rejeita o presente de Deus continua debaixo do poder da morte e destruição que o pecado causa. Por isso o profeta João Batista disse: "Por isso, quem crê no Filho tem a vida eterna; o que, todavia, se mantém rebelde contra o Filho não verá a vida, mas sobre ele permanece a ira de Deus". (João 3.35).

A vida eterna se recebe pela graça e não por obras: "Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie". (Efésios 2.8,9). E toda a condenação do pecado é cancelada pela justiça divina que foi aplicada em Cristo: "Justificados, pois, mediante a fé, temos paz com Deus por meio de nosso Senhor Jesus Cristo". (Romanos 5.1). Recebendo Jesus sinceramente em seu coração, a condenação do pecado não recai sobre você, pois Cristo na cruz toda a nossa culpa foi transferida: "Mas ele foi traspassado pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados". (Isaías 53.5). "Antes de tudo, vos entreguei o que também recebi: que Cristo morreu pelos nossos pecados, segundo as Escrituras". (1Coríntios 15.3).

O RESULTADO DO PRESENTE DE DEUS NA VIDA DE QUEM ACEITA
A vida eterna passa a agir em nós produzindo o seu resultado devido:

Transformação de pecador em santo e justo: "Tais fostes alguns de vós; mas vós vos lavastes, mas fostes santificados, mas fostes justificados em o nome do Senhor Jesus Cristo e no Espírito do nosso Deus". (1Coríntios 6.11). Você não precisa de missa, pois Jesus já fez isso uma única vez por teus pecados: "Nessa vontade é que temos sido santificados, mediante a oferta do corpo de Jesus Cristo, uma vez por todas". (Hebreus 10.10). "Pois também Cristo morreu, uma única vez, pelos pecados, o justo pelos injustos". (1Pedro 3.18). Você precisa de culto, louvor, agradecimento a Deus e a seu Cristo, por tudo que fez por nós.

Uma vida abundante: "... eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância". (João 10.10b). A vida eterna não é um bem apenas relacionado ao futuro, mas, do presente. Hoje, Deus te dar o prazer da eternidade. Do seu reino eterno em nossas vidas: "Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo". (Romanos 14.17). A vida plena já se experimenta aqui, agora. É só abrir o coração, e verás que o que eu estou falando aqui é verdade. A vida foi criada por Deus para um propósito. Todavia, a humanidade com o advento do pecado saiu desse propósito. Assim, quando se recebe Cristo, a vida na qual foi programada por Deus para uma finalidade, ela retoma ao seu objetivo original. Por isso Jesus disse que veio para dar vida e vida abundante. Isto é, plena. Do jeito pelo qual Deus programou. Pois a vida que muitos levam, não é vida. Porém, sim morte, destruição, perdição, pecado, tristeza, vazio e sofrimento.

Ressurreição espiritual: Não somente aguardamos uma ressurreição do corpo mortal. Mas, hoje, quando recebemos Cristo, já experimentamos um tipo de ressurreição. A do espírito. O espírito humano é parte de seu ser. Segundo a Bíblia o homem não é só um corpo. Mas, tem um espírito. Que foi colocado na humanidade quando ela foi criada. Porém, morreu, ao desobedecer a Deus: "mas da árvore do conhecimento do bem e do mal não comerás; porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás". (Gênesis 2.17). Observe que Adão (o primeiro ser humano) não morreu fisicamente ao comer do fruto da árvore proibida. O que morreu? Seu espírito. Por isso, quando o apóstolo Paulo fala da vida eterna produzida por Cristo ele diz: "Ele vos deu vida, estando vós mortos nos vossos delitos e pecados". (Efésios 2.1). Assim, ele prossegue: "e estando nós mortos em nossos delitos, nos deu vida juntamente com Cristo, — pela graça sois salvos, e, juntamente com ele, nos ressuscitou, e nos fez assentar nos lugares celestiais em Cristo Jesus". (Idem v.5,6).

Santidade na vida: Diferente do que a religiosidade ensina, a santidade produzida pela vida eterna, quando recebemos, hoje, em vida, é realizada em nossas vidas e não quando morremos. A pregação de uma santidade na morte é um fracasso da religião. O dom da vida eterna é dado ao que crer para que este tenha uma santidade agora. Após a morte? Segue-se o juízo (Hebreus 9.27), não há mais santificação. Portanto, a Palavra de Deus nos exorta a buscarmos a santidade no viver: "Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver". (1Pedro 1.15). A vida eterna começa aqui e se concretiza após a morte. Quem está esperando morrer para seguir a santificação, vai morrer para a condenação. Jesus disse: "... quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna, não entra em juízo, mas passou da morte para a vida". (João 5.34). Veja bem, o verbo "ter" está no presente. E ainda, o verbo "entrar" vem do grego "erchomai" que só pode ser usado no tempo presente e imperfeito. Em fim, não há como buscar algo depois e sim agora, hoje: "Assim, pois, como diz o Espírito Santo: Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais o vosso coração...". (Hebreus 3.7).

CONCLUSÃO
Caro amigo, aceite a Cristo. Pare de lutar por tua salvação. Receba o presente de Deus para você: A VIDA ETERNA.