Igreja Cristã Gileade

Igreja Cristã Gileade
Rua Major José Araújo Aguiar, 290. Fortaleza - CE - Brazil CEP. 60850-470

segunda-feira, 19 de maio de 2008

JESUS FAZ A DIFERENÇA


TEXTO BASE: "Um dos malfeitores crucificados blasfemava contra ele, dizendo: Não és tu o Cristo? Salva-te a ti mesmo e a nós também. Respondendo-lhe, porém, o outro, repreendeu-o, dizendo: Nem ao menos temes a Deus, estando sob igual sentença?Nós, na verdade, com justiça, porque recebemos o castigo que os nossos atos merecem; mas este nenhum mal fez. E acrescentou: Jesus, lembra-te de mim quando vieres no teu reino. Jesus lhe respondeu: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no paraíso" (Lucas 23.39-43 ).

Quando estamos no mesmo barco, no mesmo rumo, e quando o destino é ruim muitas vezes entramos em desespero. Entramos por situações difíceis da vida. Olhamos para o nosso redor atrás de um socorro e só vemos a morte. É fome, guerra, conflito, violência, destruição, corrupção, etc. Olhamos para o nosso semelhante e não vemos esperança. Pelo contrário, o homem vai de mal a pior. Estamos sentenciados ao mesmo destino: a morte. Estamos sofrendo todos juntos como os dois ladrões da cruz. Sofremos como igreja, como família, como cidade, como nação, como habitantes do mesmo planeta. E é nestes terríveis momentos que estamos passando que devemos olhar para alguém especial, que é capaz de fazer a diferença em toda essa situação: Jesus Cristo.

A Bíblia diz que entre os dois malfeitores da cruz, entre os condenados, entre os perdidos para a sociedade, estava Jesus Cristo. Ele é a grande diferença neste mundo em que vivemos. Tê-lo em nossas vidas, em nosso lado. Pois sabemos que ele passou por dores semelhantes as que passamos. E sem merecer. Sofreu, morreu e venceu a morte para nos dar a vida. E uma vida abundante (João 10.10 b). Jesus fez a diferença entre os dois condenados. Ele pode fazer a diferença em nossas vidas também:
  • Um considerou Jesus alguém igual a ele: “Um dos malfeitores crucificados blasfemava contra ele, dizendo: Não és tu o Cristo? Salva-te a ti mesmo e a nós também.” (verso 39) Quantas pessoas acham que Jesus foi apenas um judeuzinho que viveu na palestina. Que negam totalmente a sua divindade, sua missão, seu amor.
  • O outro reconheceu a sua situação: “Respondendo-lhe, porém, o outro, repreendeu-o, dizendo: Nem ao menos temes a Deus, estando sob igual sentença?” (verso 40) 0 primeiro passo para a salvação é esse: reconhecer que é pecador.
  • Um não considerou que estava ali um inocente. Há aqueles que culpam a Deus por estarem em situações que eles próprios criaram.
  • O outro sabia que estava naquela situação por merecer: “Nós, na verdade, com justiça, porque recebemos o castigo que os nossos atos merecem; mas este nenhum mal fez.” (verso 41) Não podemos culpar a Deus pela a má administração do homem. Deus deu o mundo para o homem governar. Se há injustiças, violência, fome, guerra, etc. Isso se dá pela irresponsabilidade e egoísmo do homem.
  • Um mesmo estando em condenação não contemplou Jesus além do que se via com os olhos naturais. As pessoas escutam o evangelho. Sabem que há uma condenação sobre a humanidade. Mas não acreditam. Não querem aceitar a Jesus como Salvador. Outras estão numa situação difícil, perdidos, mas não buscam o salvador. Como vão escapar?
  • O outro olhou para Jesus com outros olhos: “E acrescentou: Jesus, lembra-te de mim quando vieres no teu reino.” (verso 42) Devemos ir a Jesus. Só ele pode nos livrar de situações difíceis.
CONCLUSÃO

Jesus fez a diferença entre aqueles condenados. Principalmente na vida e no destino daquele que acreditou nele. “Jesus lhe respondeu: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no paraíso.” (verso 43).
Meu amigo, Jesus pode fazer diferença na tua vida. Basta apenas olhar para Ele com os olhos espirituais, com os olhos da fé. O mesmo que Jesus fez a esse malfeitor Ele pode fazer com tua vida. Não importa quão grande seja o teu pecado, maior foi o sacrifício de Jesus por teus pecados. Receba hoje mesmo Jesus como único e suficiente Senhor e Salvador da tua vida.